Attack e Release – Como usar?

Esta semana iniciei uma parceria muito bacana com o site Audio Reporter, um dos ambientes online referência no Brasil, no nosso ramo. Estou contribuindo com artigos e o meu primeiro post foi sobre um tema muito querido, compressão.

Minha opinião sobre as dificuldades de se usar um compressor é que elas partem do fato de você precisar de uma série de habilidades, que envolvem: entender seus parâmetros, analisar sobre o tipo de amostra que está trabalhando, criar uma hipótese de solução para uma determinada situação e raciocinar uma combinação de parâmetros que possa surtir o efeito esperado. Ou seja, é uma ferramenta pouco intuitiva. Não basta rodar uns botões e ver se rolou ou não.

Ao contrário da abordagem mais teórica que explica a compressão começando do Threshold, o início da manipulação, na prática, se dá pela configuração da agilidade de reação do compressor. Se ele responde rapidamente a um pico, ou não, se sua volta ao estado de repouso é veloz ou lenta. Quem determina isso são os parâmetros de Attack e Release, respectivamente, medidos em segundos e suas frações.

Combinações de Attack e Release vão criar diferentes compressões e finalidades. É isso que mostro no artigo do Audio Reporter que você pode conferir aqui.

Espero que curtam!

Se você tem o interesse de dominar mais esse assunto, te convido a conhecer minha página de cursos.