Como usar uma música de referência para guiar sua Mix e Master?

Uso de referência é um recurso indispensável para uma produção segura e uma evolução rápida das habilidades de áudio, mas inexplicavelmente, apesar desta ser uma tecla bastante batida pelos profissionais, muitos estudantes insistem em não desenvolver o hábito. Preferem seguir no método de tentativa e erro, partindo julgamentos da sua própria cabeça, sem nenhuma base de comparação.

Arrisco dizer que essa postura tem uma certa relação com o medo irracional da frustração. Evita-se a comparação com outras produções, para não confrontar a realidade dos seus resultados. A boa notícia é que, quanto mais você praticar essa comparação, treinando o ouvido para desvendar as diferenças, mais se evolui.

Abaixo seguem algumas dicas de como trabalhar com referências:

1 – Escolha uma música que se aproxime da sua produção em termos de parâmetros artísticos e técnicos. Baixe um arquivo confiável. Busque na internet algum site que ofereça arquivo wav, flac, mp3 320.

2 – Insira essa música numa track, dentro do seu projeto.

3 – Crie uma outra track geral, uma “folder” (pasta), que receberá todas as tracks da sua música. Essa track geral irá substituir o seu canal master. Ou seja, deixe o canal master do projeto limpo, para evitar que a sua referência sofra alterações.

4 -Compense o volume. É claro que enquanto você mixa, a referência já está masterizada, logo você precisa igualar as duas para fazer uma comparação segura. Pode baixar o fader da referência, ou colocar um limiter na folder geral da sua mix e subir o gain (o que eu prefiro).

Quer aprender muito mais?

5 – Essa dica do limiter é ótima, pois adiantando um processo futuro, como a limitação, você estará analisando a produção numa condição mais próxima do seu estágio final, tornando suas decisões mais seguras. Mas, como tudo no áudio, é preciso um pé atrás.

Em estágios mais avançados da mix, desligue o limiter, ajuste o plano de volume dos elementos sem ele, confira como está a compressão e a equalização. Estando tudo ok, é só partir para master.

Figura 1 (clique para ampliar) - aqui vemos um esquema de organização das tracks de um projeto, para utilização de referência. A track 1 é onde será insertada a referência. A pasta "Master"engloba todas as tracks da mix (note que nela está insertado um limiter com 10 dB de ganho), substituindo o canal master do projeto, que está sem nenhum plugin. 

Curtiu? Tem dúvidas? Quer sugerir um tema? Então deixe seu comentário abaixo, ele é muito bem vindo. Além disso, nos dê seu suporte, curtindo as redes sociais!

 

Quer ser avisado do
próximo artigo? Inscreva-se!