Expandindo a visão sobre Limiter: Hard e Soft clipping

Limiters são compressores de Ratio infinito, extremamente radicais, que impedem que picos de volume ultrapassem o limiar estabelecido (Threshold). Por conta dessa habilidade de bloqueio, os Limiters inicialmente foram usados para proteção contra picos de volumes que pudessem danificar transmissores de rádio, ou cortes de vinil, por exemplo. Atualmente, se tornaram uma ferramenta fundamental nas produções modernas, pois protegem o limiar de 0 dB dos sistemas digitais, evitando a sobrecarga e distorções desagradáveis; isso permite que as produções alcancem volumes mais altos e atendam às expectativas comerciais. Com certeza, os Limiters também tiveram uma papel negativo na Loudness War, mas isso é um outro papo.

Você já deve ter lido algo parecido com o que escrevi acima, provavelmente já faz uso de Limiters, mas será que ainda temos mais para extrair dessa ferramenta e otimizar o seu uso? A resposta é sim. Na verdade, Limiters, são ferramentas que ganharam muitos parâmetros, algoritmos e funções extras ao longo do tempo.

Um aspecto interessante a ser analisado é o jeito que um Limiter altera a forma das ondas que são confrontadas contra ele e as distorções causadas por conta disso. Basicamente temos dois tipos de limitação: hard e soft, e entender ambas vai ampliar seu universo de utilização dessa ferramenta.

Confira o vídeo abaixo em que apresento um experimento simples, que pode ser repetido no seu estúdio, demonstrando a limitação hard e soft.